Navegação
  •  

Escola de Música da UFRN apresenta recital do Barítono Miguelangelo Cavalcanti

O renomado barítono Miguelangelo Cavalcanti, radicado na Europa há três décadas e membro titular da Ópera nacional Checa, realiza recital com o pianista Durval Cesetti nesta sexta-feira, dia 1º de setembro, às 20h, no Auditório Onofre Lopes. A entrada é franca e, no repertório, serão apresentadas obras de Handel, Bach, Ravel, Schubert, Wagner e Verdi, entre outros.

BIOGRAFIA

O barítono Miguelangelo Cavalcanti, natural de Recife, é um dos mais importantes cantores de ópera do mundo, tendo se radicado na Europa há duas décadas. Estudou canto em algumas das mais renomadas instituições, na Hochschule für Musik Karlsruhe, na Bach Academy (Stuttgart), no Royal Academy of Music (Londres) e no Conservatório de Paris. Estudou com renomados pedagodos como A. C. Medina, E. Sague e G. Hornik. Ganhou inumeros prêmios em concursos de canto no Rio Grande do Sul, Viotti Valsesia (Itália) e no Concurso Alfredo Kraus (Espanha). Seu primeiro papel principal foi no Teatro Nacional de São Carlos em Lisboa, cantando a ópera "Rinaldo" de Handel com a soprano Teresa Berganza. No mesmo teatro, ele apareceu em Il barbiere di SivigliaGuillaume Tell (Rossini), Carmen (Bizet), La bohmeTurandot (Puccini), Il trovatore (Verdi), entre outros. Ele foi artista residente no Théâtre Royal de la Monnaie (Bruxelas), nas casas de ópera de Leipzig, Praga, Hamburgo, Colonia e Basel. Ele colaborou com os diretores Peter Konwitschny, Piere Luigi Pizzi, Paolo Trevisi, Martin Kusej e Christoph Loy. Entre 1995 e 2001, Miguelandelo Cavalcanti foi solista da Opera de Graz, na qual ele cantou papeis principais em diversas óperas (Die Zauberflote, Cosi fan tutte, Don Giovanni, Le nozze di Figaro, Tannhauser, Das Rheingold, Falstaff, I Pagliacci Lucia di Lammermoor). Ele estreou no Teatro Filarmonico de Verona no papel de Jochanaan na opera "Salome" em 2000. Entre 2004 e 2011, foi solista principal da Opera de Praga, na qual cantou os papeis de Schaunard (La boheme de Leoncavallo), Escamillo (Carmen), Enrico (Lucia de Lammermoor), Amonasro (Aida), Giorgio Germont (La traviata), Monforte (I vespri siciliani) ou Luna (Il trovatore). Desde janeiro de 2012, ele tem sido solista da Opera Nacional Checa (Czech National Opera). Alem do repertório de ópera, Miguelangelo Cavalcanti tem dedicado bastante atencao ao repertório de lieder e canções (Schubert, Brahms, Ravel), cantatas, oratórios e missas (Bach, Händel, Haydn).