Orquestra Infantojuvenil da UFRN

Criada em 2013 a Orquestra Infantojuvenil da UFRN tem suprido a carência de espaços que propiciem a formação básica em música para jovens instrumentistas de cordas no estado do Rio Grande do Norte, especialmente na cidade de Natal. Utilizando técnicas de ensino através da prática orquestral, aulas de teoria, solfejo musical e aulas individuais de instrumento, o projeto proporciona gratuitamente aos alunos de extensão, crianças e adolescentes dos 08 aos 21 anos, uma preparação para os cursos oferecidos pela Escola de Música da UFRN, Técnico e Bacharelado.

O projeto conta atualmente com o apoio da Pró-reitoria de Extensão (PROEX), do Núcleo de Arte e Cultura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (NAC), assim como a Escola de Música da UFRN. Através desse incentivo, as aulas individuais de instrumento, teoria e solfejo são ministradas por alunos bolsistas matriculados nos cursos de música da UFRN. Dessa forma, os alunos da UFRN tem a oportunidade de envolvimento pedagógico do ensino de instrumento em suas atividades musicais, contribuindo assim para o complemento da sua formação e atuação como músico. Além disso, o projeto também conta com alunos voluntários.

Este projeto tem proporcionado aos participantes um espaço para praticarem as atividades desenvolvidas em sala de aula dentro de um ambiente positivo, estimulando a busca de excelência no seu estudo de instrumento, o que é fundamental para o desenvolvimento e consolidação dos conhecimentos adquiridos. Considerando a gratuidade do projeto, reafirmo o compromisso de inclusão social, oportunizando prioritariamente o público infantojuvenil, que dispõe de poucas oportunidades para o aprendizado de música. A partir do estabelecimento deste projeto, procuramos estimular o enriquecimento cultural do estado do Rio Grande do Norte, despertar o incentivo da apreciação musical da criança e adolescente, especialmente das comunidades carentes da região, e ajudar no desenvolvimento dos participantes como cidadãos.

Acreditamos que a criança que estuda um instrumento adquire uma perspectiva de vida mais ampla, tem a capacidade de transformar o ambiente em que vive para melhor, tem mais auto estima, se torna melhor filho(a), melhor aluno(a) na escola, e, de uma forma geral, um ser humano melhor.