Concerto para 100 violoncelos celebra os 100 anos de Aldo Parisot

Nem todo músico no mundo sabe onde fica a cidade de Natal, ou o estado do Rio Grande do Norte, mas todos sabem quem é Aldo Parisot. Algumas figuras lendárias como Parisot transcendem o local onde nasceram e cresceram e suas reputações fazem com que suas terras natais passem a ser reconhecidas em vários cantos do planeta. Aldo é ligado ao Rio Grande do Norte e sempre fez questão de lembrar sua terra assim como Tom Jobim é ligado a Ipanema.

Parisot é sem dúvida nenhuma o potiguar mais ilustre vivo. Sua biografia acaba de ser publicada na Inglaterra pela Profa. Susan Hawkshaw. Nascido em Natal em 1918, foi solista de algumas das maiores orquestras do mundo como a Filarmônica de Berlim, Nova Iorque e Viena. É o último colaborador próximo de Villa-Lobos que ainda está vivo, teve duas peças para violoncelo e orquestra dedicadas ao seu virtuosismo pelo Mestre Villa. Durante mais de sessenta anos foi professor catedrático da Yale University.

Para celebrar os 100 anos de Parisot, a UFRN está promovendo a VIII MOSTRA DE VIOLONCELOS DE NATAL, com uma apresentação especialíssima com 100 cellos no Auditório do Hotel Holiday Inn (Arena das Dunas) às 20 hs do dia 15 de Novembro (quinta-feira), com entrada franca. No concerto serão apresentadas obras emblemáticas da carreira do músico potiguar como a Bachiana 5 de Villa-Lobos além de peças de Oriano de Almeida, Bach e Piazolla. A programação completa da Mostra de Violoncelos está no site: https://mostradevioloncelonatal.wordpress.com/

 

ENTREGA DE INGRESSOS NA EMUFRN A PARTIR DO DIA 12/11 OU PELO SITE DO SYMPLA: 

https://www.sympla.com.br/concerto-em-homenagem-aos-100-anos-de-aldo-parisot__401455